sábado, 25 de abril de 2009

35 Anos Depois

25 de Abril
"O Amanhã...
Nunca Morre"
.
007 - SIM
Guantano - NÃO
.
Uma pesquisa aleatória na Net, revela-nos hoje a S'perança ou desilusão a tristeza ou alegria deste dia em que Portugal mudou, e mudou a Europa...
O dia em que o mundo todo cabia num cantinho de Lisboa, num grito de Liberdade onde todos os homens libres queriam poder estar e não estando, pediam:
"Guarde um cravo para mim" (Chico Buarque de Holanda)
.
A “Grândola, vila morena”do Zeca no Além Tejo2 , e a citação de júbilo "Valeu a pena? Tudo vale a pena se alma não é pequena."Fernando Pessoa, Mensagem, 1934.
.
"O 25 de Abril No País de Hoje", pelo MUP, o movimento que ainda hoje luta pelo amanhecer da madrugada de abril...
.
"Onde Pára o 25 de abril" pergunta a Arte Por Um Canudo2 tal como um filho questionando o pai pelos seus ideais perdidos no tempo...
.
"O 25 de Abril Visto de Cima" é homenagem amiga de vidas simples pensamentos elevados. Um retalho da manta do movimento dos capitães, "Quando - numa reunião onde estavam presentes Vitor Alves, Vasco Lourenço, Otelo, Hugo dos Santos e outros - perguntei porque estavam metidos no movimento os Generais Costa Gomes e Spinola foi-me respondido que, sem os generais, o "povo não acreditava em nós"! - Então chamem-lhe o movimento dos generais! - exclamei."
.
Sobre o 25 de Abril, diz-se genuínamente na Tatuagem "quero sublinhar que é, de facto, um marco importante e fundamental na nossa história... pena que não soubemos vivê-lo na sua plenitude... " e depois do adeus (Paulo de carvalho) ficam outras tatuagens concordantes com "o desconsolo" de quem nasceu depois do marco histórico e vê as oportunidades perdidas...
.
Por Abril, Vamos Transformar a Memória em Realidade. Duas imagens, simbólicas, com uma lágrima só... d' O Libertário expressivo na visão sobre os tempos de hoje.
.
Mas Abril não é só imagens da revolução, também é a brisa da chuva, e o aroma da primavera exalando O Cheiro da Ilha, com o sentido soneto pelos que partiram rumo à liberdade maior, de Ary dos santos, Viva!
.
"Se eu gritar, quem poderá ouvir-me, nas hiérarquias dos anjos?" pergunta o Bicho Carpinteiro, e avisa sobre as efemérides "Pelas datas percebe-se que chegou a hora do exame de consciência"
.
É assim o clima da festa da gente lusa, fica o Anarca Constipado. "Se Tiveçe Nasçido Noutro Sítiu"... a música seria outra, a boa música que se faz ouvir no final deste 25 de Abril, só podendo terminar com a nostalgia do sentir de Zeca Afonso "Que O Amor Não Me Engana".
.

2 comentários:

arte por um canudo 2 disse...

Excelente post com o resumo de cada um sobre o 25 de Abril. Eu encaixo e parabéns pelo post. Abraço.

Natacha disse...

Obrigada pela referência. Bem como todas as outras bastante pertinentes.

Saudações em Abril